BLOG

Como enviar código Pix para WhatsApp do meu cliente automaticamente

O Pix bate recorde atrás de recorde e já é um dos meios de pagamento favoritos do brasileiro. 

Em uma única sexta-feira, por exemplo, ele alcançou a marca de 58,5 milhões de transações em apenas um dia, segundo o Banco Central (BC).

Afora esta data histórica, o Pix vem alcançando números expressivos em usuários, chaves, transações e em volume de transferências. Não é à toa que o e-commerce brasileiro está apostando neste método.

Segundo levantamento realizado pela consultoria Gmattos, o Pix já é aceito em mais da metade das lojas virtuais entrevistadas

Por isso, as empresas estão em uma verdadeira corrida contra o tempo para implementar a ferramenta do BC em suas operações.

Mas, não basta oferecer o método, é preciso disponibilizar maneiras simplificadas para que seu pagamento seja feito. 

Dessa forma, enviar o código Pix pelo WhatsApp é uma alternativa interessante para empresas que querem não apenas se adequar ao mercado mas, também, facilitar a vida do cliente.

Por isso, preparamos este conteúdo especialmente para você; veja os principais tópicos:

  • O Pix e sua rápida evolução no mercado digital brasileiro
    • O que é Pix
    • Histórico do Pix
    • Pix no e-commerce
  • Vantagens de aceitar Pix em lojas virtuais
    • Baixo custo de operação
    • Facilidade de uso
    • Liquidez – o dinheiro entra na hora
    • Facilidade de controle
    • Os cliente já usam
  • Como enviar código Pix para WhatsApp do meu cliente automaticamente
    • Notificações Inteligentes – soluções para enviar código de Pix pelo WhatsApp

 Acompanhe e confira!

O Pix e sua rápida evolução no mercado digital brasileiro

Segundo o próprio BC, desenvolvedor do Pix, o método foi criado “para ser um meio de pagamento bastante amplo”. 

Assim, é possível substituir o cartão de crédito e de débito, transferências e boleto pelo pagamento à vista realizado com o Pix.

Utilizando o aparelho celular para transferir dinheiro de uma conta a outra, de forma instantânea, a ferramenta é um grande avanço tecnológico e digital do mercado de transações online.

Gratuito para pagadores pessoa física e com baixo custo para empresas recebedoras, o Pix foi rapidamente adotado pelo brasileiro. 

Sua facilidade de uso é uma das razões que motivam mais e mais pessoas a aderirem o método em suas compras.

É claro que o mercado de e-commerce logo percebeu a importância do Pix e como ele poderia ser útil e vantajoso para os negócios, adotando a ferramenta em seu check out.

Então, para a gente entender como este caminho foi percorrido de maneira tão veloz, veja alguns detalhes sobre o Pix e sua trajetória até as lojas virtuais brasileiras.

O que é Pix

Pix é um método de pagamento desenvolvido pelo Banco Central que ocorre de maneira online e instantânea entre os usuários do sistema. 

Ele pode ser utilizado para transferência de dinheiro entre pessoas físicas, entre pessoas jurídicas e entre pessoas físicas e jurídicas.

Isto é, a ferramenta oferece a opção para que usuários transfiram valores entre si, para pagamentos a prestadores de serviços e estabelecimentos comerciais (incluindo o e-commerce), para o recolhimento de taxas públicas, entre outras possibilidades. 

O método é gratuito para pessoas físicas; para pessoas jurídicas, pode haver cobrança de valores pelos serviços prestados pelas instituições financeiras.

Totalmente online, a transação acontece na hora. Então, o dinheiro é retirado digitalmente da conta do pagador e é enviado para a chave-pix do recebedor.

Pagamentos feitos pela ferramenta do BC podem ser realizados entre contas correntes, contas poupança ou contas de pagamento pré-paga.

Outra importante característica do Pix é a sua segurança. Além de dispor de diferentes mecanismos de proteção digital – como autenticação do usuário e rastreabilidade das operações – , o método oferece mais privacidade aos seus utilizadores. 

Com a chave-pix, tanto recebedor quanto pagador podem manter dados como conta bancária e CPF/CNPJ em sigilo. 

Histórico do Pix

Lançado em 16 de novembro de 2020, rapidamente o Pix chegou aos hábitos de pagamento do brasileiro.

Em pouco tempo, o método ultrapassou o volume de transações feitas por DOC,TED e cheque. Em cerca de 4 meses de lançamento, o Pix já era mais usado do que boletos:

No 1º ano de operação da ferramenta, o BC registrou estes números do Pix:

  • Mais de 348 milhões de chaves cadastradas;
  • Aproximadamente 1.6 bilhão de transações;
  • Movimentação de quase R$ 4 trilhões no período.

Os expressivos números não pararam de subir. Em março de 2022, foram feitas 58,5 milhões de transações em apenas um dia, de acordo com o Governo Federal.

O número foi uma sequência de recordes que já vem acontecendo desde o fim de 2021, com quantidades cada vez maiores de operações. 

Atualmente, existem cerca de 410 milhões de chaves-pix, 122 milhões de usuários e mais de R$640 milhões transacionados por mês através da ferramenta do BC, segundo estatísticas da própria instituição. 

Pix no e-commerce

Segundo o Global Payments Report, relatório mundial elaborado pela companhia de tecnologia financeira FIS, o uso de Pix no e-commerce brasileiro deve quase dobrar até 2025.

Ainda de acordo com o levantamento, a ferramenta deve representar 18% das formas de pagamento no comércio eletrônico nos próximos anos, saltando dos atuais 10,9%.

O Píx foi rapidamente adotado pelas lojas virtuais por diversos motivos. Entre eles, podemos destacar a instantaneidade do método para pagamento, sendo mais rápido do que o boleto à vista, por exemplo.

Vantagens de aceitar Pix em lojas virtuais

Como você pode ver, o Pix é um método prático, simples de usar, instantâneo e bastante utilizado pelo brasileiro. A seguir, detalhamos essas e outras vantagens de adotar a ferramenta do BC em suas operações na loja virtual:

Baixo custo de operação

O Pix é um meio de pagamento barato tanto para o lojista quanto para o comprador. 

Já falamos que o método é gratuito para pessoas físicas. Assim, elas podem fazer transferências e pagar as suas contas sem ter que desembolsar qualquer tipo de taxa.

Além disso, o cliente também é isento dos juros no Pix à vista – diferentemente do que pode ocorrer com o cartão de crédito à vista e parcelado.

Para empresas, o Pix se mantém gratuito para Microempreendedores Individuais (MEI) e Empresa de Pequeno Porte (EPP).

Todas as demais formatações empresariais podem ter custos com os serviços bancários relacionados ao uso da ferramenta do Banco Central.

Mas, diferentemente das taxas de débito, crédito e mesmo boleto, as despesas com as operações de Pix são baixas.

Assim, todos os envolvidos nas transferências realizadas via Pix têm pouco ou nenhum custo com a operação.

Facilidade de uso

Segundo levantamento divulgado pelo UOL Economia, 78% dos brasileiros dão nota de 9 a 10 para a agilidade do Pix.

Prático e simples de usar, o método caiu no gosto do brasileiro pela sua facilidade. Como ele é operado pelo celular, a sua utilização intuitiva facilitou a adesão do público.

As chaves-pix são um excelente exemplo: com apenas o número do CPF ou do telefone celular é possível fazer pagamentos.

Em transferências bancárias tradicionais, os envolvidos precisam saber, ao menos, os dados da instituição bancária, da conta e de algum documento oficial do recebedor.

Outro ponto de destaque é que o Banco Central vem aprimorando as funcionalidades da ferramenta.

Assim, além de poder pagar utilizando as chaves, é possível usar o “Copia e Cola” e o “QR Code”. Dessa maneira, o pagador não precisa inserir qualquer dado da empresa ou do valor da compra.

Com o “Copia e Cola”, basta colar o código enviado pela empresa para fazer a operação. Já com o “QR Code”, o pagador aponta a câmera para o código e é redirecionado para a finalização do pagamento.

Simples e rápido, o Pix agiliza e facilita as operações. 

Liquidez – o dinheiro entra na hora

Outro aspecto bastante vantajoso do Pix para o lojista é que a transação é instantânea e, assim, o valor cai direto na conta da empresa.

O boleto, conhecido método à vista, pode demorar até 3 dias úteis para notificar a loja sobre o pagamento e fazer a transferência do valor.

Mesmo os cartões de débito têm a possibilidade de levar alguns dias para entrar na conta empresarial.

Os valores pagos em cartão de crédito, se não forem antecipados, levam o tempo do parcelamento escolhido pelo comprador para finalizar o acerto.

Então, utilizar o Pix no e-commerce é uma ótima alternativa para trazer dinheiro ao caixa da empresa.

Facilidade de controle

Como você pode observar com os variados prazos dos métodos de pagamento, o controle de entradas precisa ser minucioso.

Boletos gerados e não pagos dentro do vencimento, boletos gerados e não pagos após o vencimento, boletos pagos, débito, crédito à vista, crédito parcelado e outras operações devem ser monitoradas de perto.

Com o Pix, a loja precisa se atentar especialmente a duas situações apenas:

  • Valores não pagos
  • Valores pagos

O Pix Cobrança poderá exigir um pouco mais de atenção. O Banco Central está implementando o formato, que funcionará de modo semelhante ao boleto.

Por ele, as empresas poderão estipular vencimentos para pagamento em data futura e incluir juros, multas, acréscimos e outros.

Mas, no geral, a instantaneidade do Pix facilita bastante o controle dos recebimentos, agilizando processos administrativos do e-commerce.

Os cliente já usam

Por fim, a ferramenta de pagamentos desenvolvida pelo Banco Central tem ampla aceitação e utilização do brasileiro, como vimos.

O Pix já é utilizado por 7 em cada 10 brasileiros, segundo dados de pesquisa divulgada pela Federação Brasileira de Bancos (Febraban).

Então, adotar o método de pagamento no e-commerce é uma maneira de atender aos novos hábitos dos consumidores do país.

Como enviar código Pix para WhatsApp do meu cliente automaticamente

O WhatsApp é, sem sombra de dúvidas, um importante canal de atendimento, comunicação e  de vendas da atualidade.

O app, que é o mais utilizado pelos brasileiros segundo pesquisas, é um meio simplificado para que pessoas e empresas se comuniquem de maneira rápida e fácil.

Nesse sentido, reunir WhatsApp e Pix pode ser uma combinação bastante interessante para o e-commerce do país.

O aplicativo oferece uma ótima estrutura para que as mensagens relacionadas às compras sejam enviadas. Mas, nem tudo pode ser resolvido diretamente no mensageiro.

Um grande volume de conversas mantidas no WhatsApp Business é difícil de gerenciar e, além disso, o app pode até considerar a conta como spam.

Portanto, o ideal é que você tenha acesso a um serviço que execute as principais tarefas do aplicativo sem comprometer o seu uso e facilitando a gestão dos atendimentos.

Assim, o Notificações Inteligentes é a escolha perfeita para que você possa enviar código Pix das vendas para os seus clientes do e-commerce – e, até mesmo, dos infoprodutos.

Abaixo, você verá detalhes deste incrível serviço automatizado de envio de mensagens pelo WhatsApp.

Notificações Inteligentes – soluções para enviar código de Pix pelo WhatsApp

Você já pensou em proporcionar uma experiência de compra aos seus clientes como fazem os gigantes do mercado digital? Pois com o Notificações Inteligentes, isso é possível!

A nossa ferramenta permite que a sua loja digital envie mensagens automaticamente aos e-shoppers logo assim que acontece qualquer movimentação no pedido e/ou entrega dos itens

Então, utilizando a mesma tática praticada por empresas como Americanas e Magalu, o seu negócio manterá os clientes devidamente atualizados sobre a compra realizada.

A sua loja, além disso, terá economia de tempo com o atendimento e melhores índices de satisfação da clientela.

Simples e prático, o serviço apenas demanda a integração do seu e-commerce com o nosso sistema.

Em seguida, basta configurar as mensagens para notificações como: 

  • Mudanças do status do pedido;
  • Atualizações na entrega;
  • Lembretes de pagamento de boleto;
  • Mensagens para abandono de carrinho;
  • E muito mais.

Além disso, temos uma funcionalidade imperdível para lojistas que estão antenados nas tendências do mercado de pagamentos: o lembrador de Pix.

Com esta função, você será capaz de enviar pelo WhatsApp, automaticamente, o código Pix aos clientes que geraram a solicitação, mas ainda não efetuaram o pagamento.
Então, se você quer manter os e-shoppers bem informados e satisfeitos, ative agora a integração e comece a enviar os códigos do Pix para seus clientes clicando aqui.

Conheça nossos planos agora mesmo.